terça-feira, 21 de julho de 2009

Noiva (Do cruzamento do lat. nupta-, «casada», part. pass. de nubère, «casar», com o adj. nova-, «jovem; nova», pelo lat. vulg. novìa-, «noiva»?) mulher que está para casar ou que está casada há pouco

Definição retirada de infopedia.pt

Estar noiva é realmente espectacular… no inicio! Somos pedidas em casamento (ou pura e simplesmente falamos nisso) e de repente… xanan!!!! "VOU CASAR" gritam as mulheres histéricas às amigas.



As reacções são diversas e agora começo a perceber porquê… Enquanto que as moças solteiras ou enamoradas reagem de uma forma efusiva e quase mais histérica do que a própria noiva, as que já passarm por isso soltam um tímido e amarelo sorriso e expulsam das suas cordas vocais um "parabéns" muito, mas mesmo muito, contido. E porquê? Passados cerca de 4 meses de noivado e a 10 meses do dia "C" começa-se a fazer luz e quando receber a notícia da proxima amiga a dizer que se vai casar penso que o meu "PARABÉÉÉNNNSSS" depressa se tranformará num "parabéns" aka "coitada… nem sabe no que se vai meter".



No início é tudo espectacular. Fazemos uma lista enorme de convidados, fazemos contas, diminuimos a lista enorme de convidados para uma lista grande de convidados, fazemos de novo contas, a lista de convidados torna-se só mais ou menos grande, voltamos a fazer contas… e este ciclo segue até que temos uma lista definitiva de convidados relativamente pequena e ainda assim continuamos a fazer contas. Não saimos de casa para não fazer novos amigos e aqueles que de vez em quando nos lembramos depressa se apagam dos nossos pensamentos. Voltaremos a entrar em contacto daqui a uns meses, pode ser?



Escolhem-se os padrinhos, conta-se aos pais, às famílias e aos amigos. E aqui começam a surgir os "problemas". Enquanto que as amigas da noiva começam logo a decidir a cor da decoração, como vai ser o bolo, as flores do boquet e até "acho que a mantilha fica muito melhor que o veu… ou se calhar um toucado!" (mas o que raio é uma mantilha???), os amigos do noivo com 1 ano de antecedência já prevêm que este irá para o casamento, sim, mas não se lembrará de nada… HELLOOOOOO!!!!



Entretanto o noivo começa a ter um papel, por assim dizer, passivo, na decisão dos pormenores do casamento, enquanto que a noiva, descabelada, passa horas em frente do computador a pesquisar quintas, fotografos, catering, decoração, animação, lua de mel, cerimonias civis, pajens, menina das alianças, menino das alinaças, deveres dos padrinhos e madrinhas, deveres da noiva, deveres do noivo… ALTO!!!! Deveres do noivo??? Isto interessa-me… É engraçado que não há muito conteudo acerca deste tema até porque, e esta é uma conclusão inteiramente tirada por mim, o dever do noivo é ficar no sofá a concordar com tudo o que nós dizemos…



Noiva: "Achas que ficava melhor rosa ou vermelho?"


Noivo: "Sabes que eu não tenho muita sensibilidade para essas coisas, mas o que tu escolheres está óptimo!"


Noiva: "e achas que deviamos escolher creme de legumes ou de marisco?"


Noivo: "creme de legumes… ou de marisco, decide tu."



E este tipo de diálogo repete-se até que a noiva dá um berro e diz:



-Noiva: "ÉS CAPAZ DE TOMAR UMA DECISÂO NESTE CASAMENTO OU QUERES QUE EU ME CASE SOZINHA!"


-Noivo: "Tem calma… ainda falta um ano…"



O "tem calma ainda falta um ano" vai-se transformando em "tem calma ainda faltam 11 meses" e depois em "tem calma ainda faltam 10 meses" e assim sucessivamente… estou à espera de ouvir "tem calma, ainda falta um dia!!!"… Ansiosa, diria… Claro que não vou ouvir porque enquanto que nesse dia a noiva não irá dormir por causa do nervosismo, o noivo irá dormir pelos dois devido à bebedeira que terá nesse dia…



Enfim…



E eis que o dia mais esperado dos preparativos chega: a primeira prova dos vestidos de noiva… aí sim… o noivo não tem que dar uma palavra que seja. Deve com toda a certeza ser os dias mais felizes para os dois: a noiva que se vai sentir princessa num vestido com 50 metros de tecido branco (ou pérola, ou marfim, ou champanhe ou o raio que o parta… nunca tinha ouvido falar de tantos tons de branco) e o noivo porque finalmente não será pressionado para dar opinião nenhuma acerca do casamento.



É simplesmente espectacular experimentar aqueles vestidos. Vestem-nos um saiote rodado, enfiam-nos dentro dos tais 50 mestros de tecido pesado e quente, apertam-nos com elásticos e atilhos até que nós não respiremos e depois dizem-nos que parecemos uma princesas e que os nossos bustos caem mesmo bem naquele fatiota. Obrigam-nos a usar um veu e sapatos horrorosos e dizem-nos que seremos das noivas mais bonitas que por ali passaram… Enfim!!!! 2000 euros para ouvir mentiras… mas que são sempre agradáveis.



Muito mais não posso falar mas vou tentar ir actualizando as experiencias por que tenho passado… Balanço: é óptimo ser noiva apesar de tudo! E como disse uma colega minha, quando me queixava da falta de cooperação por parte do noivo: "Mesmo que ele quisesse ajudar tu não ias deixar porque queres controlar tudo!!!". Será???? :-S



Só mais um comentário: pela experiência que tenho vivido no tal dia "C" quando a noiva chora não é porque está emocionada porque se vai casar. A noiva chora porque além de não conseguir respirar devido aos elásticos e atilhos, está a passar por um misto de cansaço depressão e emoção porque pensa "Estava a ver que esta porcaria nunca mais acabava"…


6 comentários:

Spirit disse...

Sabes?... Faltam 9 meses! ;)

Ainda espero vir a ler por aqui muitas aventuras sobre os preparativos do teu casamento.

laranjinha disse...

Muitoooooooo bom!!!!
Gostei particularmente do final!! Muito, mesmo, muito bom!!
No entanto tenho duas teorias...
A coisa do pedido em casamento é estratégia do noivo...ou seja:
1- pede-te em casamento e ja sabe que aqueles meses são garantidos, tu andas entretida com os preparativos- mesmo que isso implique andares com os nervos em franja- e ele fica liberto, para boys things...aka, ir á bola enquanto vais ao fotografo, beber umas jolas com os amigos enquanto entalas um sábado á procuro do vestido ideal...
2- Pensa:" deixa cá ver se é mesmo para toda a vida e se estou preparado para isto" e ou vai, ou racha...
Na granda maioria das vezes, vai! E ainda bem...Acredito nos contos de fadas e no amor para sempre...
however...fica a sugestão, uma despedida de solteira de pelo menos uma semanita fora daqui...bebe tudo o que puderes, porque depois naquele dia, o TAL dia,vais chorar de exaustão e pensares até que enfim, estava a ver que isto nunca mais acabava!!

Ex-Alsaharazad disse...

C! Se não me falha a memória são 10 :-) Maio... é o mês!

Laranjinha: obrigada pelas tuas dicas... Eu tenho a certeza que VAI ;-)

Spirit disse...

Ainda não me "programei"... isto de terem mudado de Abril para Maio confundiu a agenda ;)

Anônimo disse...

Já andava com saudades das tuas crónicas!!!!
Mais uma coisa, a história da noite de nupcias... Quais entradas românticas, beber champagne, comer morangos, nada disso só apetece despir o vestido, tirar os 600 ganchos do cabelo e dormir...Mas, enfim como é a NOITE lá bebes e comes e... LOLOLOL

beijnhos grandes

p.s-não te esqueças da banda

Filipa

disse...

hehehe!!!
Vai correr tudo bem.
:)